A Legitimidade da Psicanálise

A Psicanálise no Brasil é um curso de livre formação, dito de outra forma, é um curso para leigos, ou seja, aqueles portadores de curso superior reconhecido pelo MEC, mas não são médicos nem psicólogos.
Entretanto, existem algumas normatizações “regimentares” para nortear essa atividade.
Considerando a alta relevância e inquestionável importância da teoria psicanalítica, sem deixar de percebermos a complexidade deste estudo e ainda, os riscos de uma formação reducionista, a CBO – CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA DE OCUPAÇÕES DO MINISTÉRIO BRASILEIRO DE TRABALHO E EMPREGO com n° 25-1550, cuida das descrições sobre quem pode ser psicanalista no Brasil.Perguntas frequentes:

  • O curso de psicanálise é reconhecido pelo MEC?
    NÃO, no Brasil não existe curso de psicanálise de formação superior com o reconhecimento do MEC.
  • Existem pós-graduações em Psicanálise?
    SIM, existem cursos de pós-graduações a nível de especialização, que são ofertados por uma IES
  • Após o término do curso poderei montar um consultório ou clínica?
    O Curso te habilita para atuar como psicanalista, porém para a montagem de qualquer tipo de negócio e empreendimentos no Brasil você deve consultar os critérios adotados pela prefeitura municipal de onde você vive, geralmente, há o centro de empreendedor ou algum órgão semelhante. INFORMO-SE.
  • Devo me filiar a uma sociedade psicanalítica ou conselho?
    SIM, é importante para o analista e para os pacientes que o mesmo esteja filiado a uma sociedade psicanalítica.
  • É obrigado se filiar a um sindicato?
    NÃO. Como dito anteriormente, a Psicanálise é uma OCUPAÇÃO prevista no CBO 25-1550 logo, por não se tratar de uma PROFISSÃO REGULAMENTADA, não se sujeitas às mesmas regras sindicais classistas de outros seguimentos. Entretanto, filiar-se ou não, é uma questão de livre escolha do Psicanalista.
  • 24 meses não é pouco tempo para se formar um psicanalista?
    NÃO. Uma boa formação não passa somente pelo tempo em sala de aula, aliás, a formação de qualquer profissional se deve ao que ele faz com as informações recebidas. A partir do momento que passa a fazer das informações suas novas produções, ai sim, estará se desenvolvendo um novo psicanalista. Logo, as leituras e escritas, suas aplicações da prática das teorias estudas e lógico, sua dedicação às pesquisas, formarão um conjunto ideário da formação de um psicanalista. É importante dizer que, antes ingressar no curso de formação em Psicanálise o candidato já deve possuir no mínimo terceiro (3°) grau completo (Curso superior).